Notícias

Rede Metropolitana de Campina Grande será inaugurada

[RNP, 24.06.2009]


    No dia 26 de junho, será inaugurada a Rede Metropolitana de Campina Grande, a Metro-CG (PB). A infraestrutura óptica, capaz de operar em velocidade de 1Gbps, conectará os principais centros de ensino e pesquisa de Campina Grande, permitindo a troca de grandes volumes de informação. A cerimônia será realizada às 10h, no auditório José Farias da Nóbrega, no Campus I da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

    A infraestrutura, que conta com a parceria da prefeitura de Campina Grande, tem aproximadamente 40 km de extensão e conecta sete instituições: Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PAQTC-PB); Universidade Estadual da Paraíba (UEPB); Universidade Federal de Campina Grande (UFCG); Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA); Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba (FAPESQ); Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFS) e o Instituto Nacional Semi-Árido Celso Furtado (INSA-CF).  Os investimentos com a construção são da ordem de 700 mil reais.

    A Rede Metropolitana de Campina Grande é parte da iniciativa Redes Comunitárias de Educação e Pesquisa (Redecomep), um projeto do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) coordenado pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

    O objetivo do projeto Redecomep é interligar as principais Instituições de Ensino Superior (IES) e Centros de Pesquisa em 27 cidades brasileiras, facilitando a troca de dados, o desenvolvimento de projetos colaborativos e o uso de aplicações avançadas. Todas as redes metropolitanas em operação são interligadas à rede Ipê, possibilitando desta forma, que as instituições integrantes compartilhem a produção acadêmica e desenvolvam projetos de educação a distância tanto com instituições brasileiras como internacionais.

    A iniciativa propõe a sustentabilidade das redes metropolitanas através da formação de consórcios entre as instituições conectadas, que após a inauguração, tornam-se responsáveis pela manutenção da infraestrutura. Cada rede tem autonomia para definir seu modelo de gestão.

    Até o momento, dez redes metropolitanas já foram inauguradas: Belém, Vitória, Manaus, Florianópolis, Brasília, Natal, São Paulo, Fortaleza, Macapá e Goiânia. A próxima Redecomep a entrar em operação é a de Salvador, com a inauguração marcada para 1º de julho. A expectativa é de que as 27 redes estejam em operação em 2010.




    Stephanie Borges
    RNP
    24.06.2009