Notícias

Videoconferência conecta instituições durante inauguração da Redecomep-DF

[RNP, 19.12.2007]


  • Exibição do vídeo de apresentação da iniciativa Redecomep.

    Exibição do vídeo de apresentação da iniciativa Redecomep.

Um experimento de videoconferência com transmissão de alta qualidade (high definition) a 2 Mbps
demonstrou um dos muitos recursos da Rede de Educação e Pesquisa (Redecomep) do Distrito Federal, durante sua inauguração, ontem, dia 18 de dezembro. A videoconferência permitiu a comunicação, em tempo real, entre a Universidade de Brasília (UnB), onde acontecia a cerimônia de inauguração da rede, o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), o Ministério da Educação (MEC), a Embrapa e as unidades da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) em Brasília e no Rio de Janeiro.

A Redecomep-DF é uma infra-estrutura de fibras ópticas que possibilitará a troca de informações entre os principais centros de ensino e pesquisa do país. A rede reúne 20 entidades no DF, lideradas pela UnB. O investimento para instalar a rede no DF foi de R$ 2,1 milhões, feito pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), entidade ligada ao Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT). No Brasil, estão sendo investidos, ao todo, R$ 39 milhões para implantação do projeto Redecomep em 27 regiões metropolitanas.

A previsão da RNP, coordenadora da Redecomep, é de que, até o final de 2008, todas as regiões metropolitanas estejam atendidas pela infra-estrutura de fibras ópticas. "Reuniremos as 300 instituições mais importantes do Brasil com uma grande vantagem: o principal investimento, que é a estruturação, já foi feito. A manutenção será relativamente barata e dividida por todos os participantes", explica o diretor-geral da RNP, Nelson Simões. Além dele, estiveram presentes ao evento de inauguração da Redecomep-DF o ministro de C&T, Sérgio Rezende, o secretário de C&T do DF, Izalci Lucas, e o reitor da UnB, Timothy Mulholland.




Juliana Berriel
RNP
19.12.2007