Notícias

Inaugurada rede metropolitana de Florianópolis

[RNP, 26.10.2007]


    A Rede Metropolitana de Educação e Pesquisa da Região de Florianópolis (Remep) foi inaugurada no final da tarde de ontem (25/10), em cerimônia realizada no auditório da reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compareceram ao evento representantes das secretarias de saúde, de educação e de ciência e tecnologia de Santa Catarina, da Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica do Estado de Santa Catarina (Fapesc), da companhia Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), da UFSC e da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

    Participam do projeto 20 instituições. Na avaliação de todos os presentes, a tendência é este grupo aumentar. A rede possui 301 Km de fibra óptica, interligando oito hospitais, 14 campi universitários, cinco unidades de pesquisa agropecuária e duas TVs públicas, entre outras instituições de governo, de ensino e de pesquisa. Além da infra-estrutura de fibra óptica, a Remep conta com uma particularidade: uma antena WiMAx no alto do Morro da Cruz, na capital catarinense, para transmissão sem-fio de alta capacidade.

    Benefícios

    A área de saúde é uma das grandes beneficiadas com a entrada em operação da Remep. Luiz Felipe Nobre, chefe do setor de radiologia do hospital universitário da UFSC, disse que a rede veio resolver "o gargalo que impedia a transmissão de imagens". Para mostrar o potencial da rede, foi feita uma simulação de análise virtual de uma tomografia computadorizada cranial, com a colaboração on-line entre dois pontos remotos (no hospital universitário e no Hospital Geral Celso Ramos, de Florianópolis). Os dois pontos, mais o auditório da UFSC, podiam conversar por videoconferência e compartilhar imagens em um mesmo banco de dados, simultaneamente.

    Um dos objetivos da área médica com a rede é dar suporte a agentes de saúde no interior, evitando, com isso, que o paciente se veja obrigado a se transferir para a capital em busca de um exame-diagnóstico. Algumas modalidades de exames já estão disponíveis para análise médica no Portal de Telemedicina de Santa Catarina. Com isso, um laudo que antes demorava duas semanas para chegar às mãos do médico que solicitou o exame, hoje está disponível no portal em dois minutos. "No futuro, o paciente poderá acessar seu prontuário médico e todos os seus exames de casa", disse Aldo von Wangenheim, da UFSC.

    O hospital universitário da UFSC integra a Rede Universitária de Telemedicina (Rute), iniciativa coordenada pela RNP, com recursos da Financiadora de Estudo e Projetos (Finep). Graças à Rute, o HU recebeu alguns equipamentos para avançar na pesquisa em telemedicina e pode agora colaborar com instituições similares em outros estados brasileiros.

    Expansão

    A Remep hoje alcança trechos dos municípios de Florianópolis, Palhoça e São José. Mas já existem planos de expansão. "Vamos interiorizar o projeto de multigigabit", afirmou o presidente da Fapesc, Vladimir Piacentini. "Nós imaginávamos uma junção do Estado de Santa Catarina não só através de estradas, mas também através de uma rede de alta velocidade", disse Piacentini, lembrando que a Remep é o início da realização deste sonho.

    Não foi o único a falar em expansão. O presidente do comitê gestor da Remep, Edison Tadeu Lopes Melo, avisou que, a curto prazo, pretende-se crescer na própria região metropolitana, conectando as principais unidades de saúde e algumas escolas estaduais e municipais que ainda não estão na rede. No médio prazo, a interiorização está nos planos do consórcio, disse Melo.

    Edison Melo lembrou que, além de servir para transporte Internet convencional, a Remep é também um laboratório para experimentação em nível regional, permitindo o desenvolvimento de novas aplicações e o uso de serviços avançados, como VoIP, videoconferência, transmissão de vídeo de alta definição etc. Graças à conexão de alta velocidade com a rede Ipê, da RNP, é possível avançar na pesquisa científica com colaboração nacional e internacional.




    Eduardo Viana
    RNP
    26.10.2007