Notícias

Inaugurada a Metrovix, rede óptica metropolitana de Vitória

[RNP, 04.09.2007]


    No último dia 27 foi inaugurada a Metrovix, em Vitória. Trata-se da segunda rede óptica metropolitana para ensino e pesquisa do Brasil, lançada apenas três meses depois da precursora, a Metrobel (rede óptica metropolitana de Belém). Ambos os projetos fazem parte da Redecomep, uma iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) coordenada pela RNP, que visa implantar redes ópticas de alta velocidade em todas as capitais do Brasil. Com isso, a conexão entre as instituições de ensino e pesquisa e o backbone da RNP aumenta em qualidade e capacidade.


    Durante a inauguração, que aconteceu no Teatro da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), foram realizadas três apresentações sobre a Metrovix. Valter Cordeiro, representante suplente da RNP no Comitê Gestor da Metrovix, fez uma apresentação geral sobre a rede, onde mostrou um panorama de seus impactos sobre as atividades de ensino e pesquisa no estado. Ele também lembrou o projeto de interiorização das Redes Metropolitanas e a parceria com a Prefeitura de Vitória, que investiu mais de R$ 7 milhões na expansão da rede.


    A segunda apresentação foi a de Rostan Piccoli, coordenador técnico da Metrovix, que mostrou os dados e características técnicas da rede. Na terceira apresentação, Alberto Ferreira de Souza, que é presidente do Comitê Gestor da Metrovix e Pró-Reitor da Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional da Ufes, apresentou um histórico da rede, onde explicava seu papel para a comunidade acadêmica.


    O vice-governador do estado, Ricardo Ferraço, também estava na cerimônia. Ele lembrou que há planos de expansão da rede do governo para o interior, e a idéia é que ela se integre com a Metrovix. Representando a RNP, estavam o coordenador nacional da iniciativa Redes Comunitárias de Educação e Pesquisa (Redecomep), José Luiz Ribeiro Filho, e o diretor geral da organização, Nelson Simões, que ressaltou a importância dessa iniciativa do MCT para a comunidade científica. Simões também destacou as parcerias com o governo do Espírito Santo, a prefeitura de Vitória e a concessionária de energia elétrica Escelsa, que viabilizaram a realização da Metrovix.


    Também estiveram presentes no lançamento o reitor da Ufes Rubens Rasseli; o prefeito de Vitória,  João Coser; o representante do MCT, Luiz Fernando Scheccino; o senador José Renato Casagrande; o diretor presidente do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Expansão Rural (Incaper), Enio Bergoli da Costa; o presidente da Câmara Municipal de Vitória, Alexandre Passos e o secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Guilherme Pereira.


    A Metrovix  tem ao todo 52Km de extensão e integra oito instituições: a Ufes, o Incaper, o Centro Federal de Educação Tecnológica do Espírito Santo (Cefet-ES), a Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia do Espírito Santo, o Museu Solar Monjardim, o Hospital da Santa Casa de Misericórdia de Vitória, a Escola Superior em Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (Emescan) e a Prefeitura de Vitória.




    Adriana Ferranni
    RNP
    04.09.2007